Visitantes

3 de junho de 2012

Verso de Interlúdio.


Toda calma não acalma quando se vive a esperar,
Há tempo para poesia e toda vida para amar.
Encontra-se entre sonhos ou na realidade aflorar,
Todos os sentimentos em todas as razões a se manifestar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...