Visitantes

1 de julho de 2012

Amor sem paixão.


Quando meus olhos brilharam
Percebi que a ausência havia ido embora.
Foi tudo belo a primeira vista,
Pois, quando lhe achei logo me perdi.
Depositei esperanças
E por primícias quis logo tua afeição.
Contudo,
Enquanto caminhava por estradas retas
As tuas certezas se desviava por labirintos.
Fiz planos e quase me afoguei
No teu mar instável de indecisões.
Infelizmente não conquistei teu respeito
E a tua admiração,
Achei melhor ir embora
Do que sofrer por um amor sem paixão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...