Visitantes

2 de julho de 2012

Meu coração de pedra.



Meu coração era de pedra
E não sentia saudades,
Pouco consentia
E achava bobo todos os sentimentos,
Tanto sofreu por ser extremo racional,
Individualista e egocêntrico.
Guardou tanto orgulho
Que nunca resultou em nada,
Achava-se supremo
Mas, nunca tinha coragem de perdoar.
Era um coração seco e sem amor,
De tanto apanhar
Nunca tinha razão para bater
Acostumou a sofrer
E se contentou com a dor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...