Visitantes

25 de agosto de 2012

Amar é ridículo, estranho, absurdo, profano, suicido, estúpido e bizarro.




Amar é tão ridículo
Que chega ao ponto de querer uma pessoa mesmo com todos os defeitos que ela tem.
Amar é tão estranho
Que pedimos desculpas e perdoamos o outro mesmo à gente tendo razão.
Amar é tão absurdo
Que esquecemos nós mesmos para sempre se lembrar do outro.
Amar é tão profano
Que fazemos coisas sem sentido e desta loucura a nossa direção.
Amar é um suicídio
Que nos faz arrancar o coração para ver o outro feliz.
Amar é tão estúpido
Que nos resgata a inocência e nos faz agir como criança.
Amar é tão bizarro
Que quando amamos não queremos mais nada; ou somente amar!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...