Visitantes

13 de agosto de 2012

Ao ponto que não se pode controlar.


Tanto desejo escondido
E contido pelos sonhos que faz delirar;
A vontade do proibido
É a libido com o ardor expressar.
É ardente volição...
É o encontro do amor com a paixão.
É fato; aquilo que se sente
E faz o corpo arrepiar,
Que mexe tanto com a gente
Ao ponto que não se pode controlar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...