Visitantes

29 de setembro de 2012

Lembrança de mais nada.















Enquanto falava de amor
Você de crimes de guerra
Enquanto gritava por liberdade
Você se preocupava em casamento
Enquanto andava por labirintos
Você seguia outras estradas
Enquanto cantava desafinado
Você só absorvia problemas
Enquanto fazia orações
Você se matava de trabalhar
Enquanto queria lhe dar carinho
Você não desgrudava do celular
Enquanto buscava por conhecimento
Você ansiava por novos sapatos
Enquanto tentava ensinar algo
Você ria da minha cara
Enquanto queixava de solidão
Você secava o cabelo
Enquanto destilava sonhos
Você alugava comedias românticas
Enquanto acelerava o carro
Você fingia me dar atenção
Enquanto olhava no espelho
Você queria comer açaí
Enquanto queria ficar em casa
Você pensava na festa do ano que vem
Enquanto saiamos juntos
Você nem parecia estar ao meu lado
Enquanto desejava dançar
Você apenas me criticava
Enquanto queria fazer um filho
Você lia sua caixa de emails
Enquanto queria embora
Você me prendia em argumentos
Enquanto sacrificava minha vida
Você marcava horários de chegada
Enquanto falava a verdade
Você ia para o shopping Center
Enquanto dizia não aguentar mais
Você jurava amor eterno
Enquanto acabou tudo isso
Você nem tem lembrança de mais nada.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...