Visitantes

9 de outubro de 2012

Trigo & Afeição
















Minha barba branca e serrada
Minhas palavras que te flecham o coração.
Meus olhos de esfinge
Minha calma que acalenta tua aflição.
Meu jeito torvo e viajante
Meu póstumo escrito na palma da tua mão.
Meu passado enterrado
Minhas cifras arranhadas sem intenção.
Meu decoro perdido
Meu suor escorrendo pelo chão.
Meu amor foi embora
Minha vida trilha outra direção.
Minha filha é meu tesouro
Minha fé é meu ganha pão. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...