Visitantes

21 de novembro de 2012

Mil livros.


Tenho um abismo dentro do coração
E um dedo podre para o amor.
Sou um mundo vazio
Onde o espírito paira sobre as lagrimas.
Como um barco em alto mar
Sou um canto desafinado nesta orquestra.
Pelas as ruas desta primavera
Não vejo flores – não vejo nada.
Se fosse contar toda minha estória
Daria para escrever mil livros.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...