Visitantes

19 de novembro de 2012

Perdi tudo, ou minha própria vida.



Às vezes tudo muda e não sei exato como tudo isso acontece. A vida se vira de repente e como de um momento para o outro, tudo parece virar dos pés a cabeça. O chão se desfragmenta abaixo de nossas razões e os céus se dissipam ante nossas certezas. E o pior é que não temos o controle da situação, parece que somos apenas cenas uma estória que todo mundo já sabia que tinha que acontecer.


Quando o certo se torna incerto a duvida e o medo pairam no ar. Dizem que é necessário perder para ganhar, embora não tendo muito que explicar, a vida me surpreendeu, me selou uma peça e me fez cantar um enredo que nunca soube exato o que queria dizer. Contudo, esse samba cheio de pausa só me fez sofrer...



Perdi meu filho que ainda não nasceu; Perdi meu amor; Perdi meu trabalho; perdi minha razão; perdi minha velha amizade; perdi meu irmão; perdi minha realidade; perdi todo meu dinheiro; perdi meu pai; perdi meus sonhos; perdi muito tempo acreditando em coisas que nunca deveria ter acreditado – Para ser mais sincero, perdi a minha própria vida.

E agora José? Entrego-me e morro de desgosto ou luto até o fim sem tem certeza e esperança de mais nada? Será que deixo a vida me levar por estas fortes correntezas ou nado de braçadas fortes a tudo a que me opõe correndo o risco de morrer a beira da praia? Como nada é fácil e nunca foi fácil na minha vida, até mesmo viver é uma decisão difícil. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...