Visitantes

22 de novembro de 2012

Sem mais e até mais...





O vicio que tenho por esta saudade que me devora
É como querer dominar e ser dominado.
Por pensamentos abrasivos
 Pude conhecer a força e o fogo no sopro do dragão,
Esta verdade que agora assombra
É a causa do que durou por muito tempo e não existe mais.
Não adianta tentar deduzir meus mistérios
Pois, nunca confessarei meus pecados para ninguém.
Por enquanto (apenas por enquanto)
O mundo gira e as pessoas morrem com e sem motivos,
Mas, haverá um tempo de plenitude
Onde uma redoma de abraços solidários
Tomará conta de todos os corações.
Neste dia haverá apenas um reino de paz e justiça.





2 comentários:

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...