Visitantes

20 de novembro de 2012

Simplesmente nada



E se ninguém escrevesse pelos os passeios das ruas,
E pelas paginas pautadas do velho caderno,
E das flores brancas dos outonos frios,
E das noites claras da Noruega 
encantada nos versos cantados pela a arte
Tudo simplesmente seria nada.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...