Visitantes

18 de novembro de 2013

Beco dos poetas

A poesia não perde
E não se apaga;
Ela se converge
No tempo que se afaga.
Letras e musicas,
Salmos em cânticos...
Mulheres insensíveis,
Homens românticos.
Na flecha que atravessa o peito
Ou miséria infortuna,
A poesia ecoa no leite do peito
Na baixada ou na lacuna.
Beijos molhados,
Corações secos,
A poesia alenta a dor
No repique que ensaia o beco.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...