Visitantes

14 de março de 2014

Sou eu, ou você não consegue viver sem mim.




Sou que eu componho tuas noites com alacridade, com beijos, com palavras sórdidas aos pés dos teus ouvidos; sou eu que te abraço, que te leva aos 7 infernos e lhe arrebata as nuvens proporcionando infinitas turgescências; sou eu que te conhece bem, que sabe suas manhãs e suas manias; sou eu que lhe pego pelo o braço e te arrasto até aos meus aposentos; sou eu te faço pensar que a vida embora esteja ruim possa de alguma forma valer a pena viver cada segundo; sou eu que bato na sua cara, que lhe compõe letras e faço ser merecedor dos teus presentes; sou eu que te chamo de linda, que beija e morde os teus lábios; sou eu que você morre de ciúmes e ainda me chama de cafajeste; sou eu que te ama e te faço sentir mulher; sou eu tudo isso que você nunca pensou que eu fosse; sou eu o homem que você nunca desejou, mas que agora não consegue viver sem mim.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...