Visitantes

3 de julho de 2014

Maktube...

Desde dantes
Da queda no Gan Éden
Meus olhos não contemplam tanta beleza.
Meu bel-prazer é hibrido,
Meu osculo não é santo,
Mas minhas palavras são sinceras.
Em verdade vos digo;
Que a dor que me trouxe até aqui
Ensinou-me a vencer através do sofrimento.
Vejam minhas mãos perfuradas,
Meu peito transpassado
E as marcas no meu corpo...
Lagrimas de sangue irrigaram
Minha barba áspera e branca,
Amei para ser rejeitado.
No principio não era nada,
Não existia nem expectativa
Mas aos poucos como doses de whisky
Fui aprendendo a aprender,
A amar e a ser compreendido.
Mas como tudo na vida tem um fim
O meu ainda não adveio.
Enquanto houver vida; viverei...
Enquanto houver forças; lutarei...
Enquanto houver esperança; acreditarei...
Enquanto houver loucura; serei eu mesmo.











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...