Visitantes

22 de maio de 2015

Razão de viver, ou simplesmente; Feliz!




Logo eu que não sinto saudades
E não morro de amor por ninguém.
Não sofro,
Não amo,
Não possuo sentimentos,
Nem ressentimentos
E tão pouco, arrependimentos...

Sempre mais de mim
Amor próprio
Não me desaponto
E não decepciono ninguém.
Vivo de glamour
Sem decadência
Mas na decência de quem descobriu
A razão de viver e ser feliz.











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...