Visitantes

22 de junho de 2016

Não voltam nunca mais, ou instinto de Lobo.



Como eu gostava do teu olhar, do teu beijo, da tua pele, da tua conversa fiada, das suas manias engraçadas, do teu jeito inocente, do seu desejo de vencer e ser alguém na vida. Eu adorava estar do teu lado, fazer as coisas juntos, dormir juntos, acordar juntos, te deixar no trabalho, de almoçar com você, de busca-la no fim do expediente. Era tudo perfeito, tínhamos sinergia, química, física, assunto, tesão – erámos almas gêmeas.

Mas um belo um dia você optou trocar tudo isso por uma idiota formalidade.
Para mim o que as pessoas pensam ou deixam de pensar nunca teve importância ou significado. Mas para você, um anel entre os dedos passou a valer mais que tudo o que tínhamos em comum.

Perdi meu instinto de lobo
A minha liberdade,
A minha vontade de estar com você
E fazê-la feliz.
Fui aprisionado,
Senti-me sufocado,
Meu coração foi transpassado
Por algo que apenas você quis.

Lobos não podem ser domesticados,
É melhor morrer
Do que ser aprisionado.
Lobos são fieis e leais,
Mas quando vão embora não voltam nunca mais.














Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...