Visitantes

5 de outubro de 2016

Chanson D'Amour


Ela pensava de novo é amor
Às cinco da tarde no Cafe de Flore
As voltas com o inverno e com seu cachecol
Relia passagens de Michel Foucault
Ele pensava de novo é amor
Num quarto alugado colado ao metrô
Às onze da noite revia Truffaut
Beijos Roubados, fazia calor
Como Zepelim flutuando no ar
Suspiros flutuam por todo lugar
Por todos os cantos ao som da chanson
Chanson d'amour
Ela pensava de novo é amor
Em Copacabana com qualquer senhor
De madrugada fingindo prazer
Vendia seu corpo sem qualquer pudor
Ele pensava de novo é amor
Escrevendo cartas a todo vapor
Na cela apertada entre outros ladrões
Roubava frases de Arthur Rimbaud







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...