Visitantes

2 de janeiro de 2017

Passos que não abro mão



















Sinto em dizer - mas não carece olhar para trás.
Esperei tanto tempo
E não ouvi sequer uma mentira
Ou tão pouco uma desculpa.
O passado é apenas uma página revirada
E o futuro já não é mais como dantes sagrado.
Com o tempo meus passos foram se desfazendo,
Meu olhar desacreditando em milagres
E meu coração colecionando amores.

Meu bem, minha flor, minha menina (...).
Não finja sorrisos
Não se engane
Não se embriague com maldades.
Ainda há tempo para aprender,
Para abraçar, para afastar o medo,
Para desfazer e despedaçar segredos.

Eu continuo meu caminho (ainda perdido),
Mas minha procura por si só
Chama-se “encontro”.
Eu quis, desejei e perdi...
Agora não vou mais mudar.
Não me importo com perfeição
Mas agora com a química,
Com a sinergia e em especial com a sintonia.










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...