Visitantes

14 de setembro de 2016

Esvazio-me




Agora me esvazio
De todas as certezas
De todas minhas ideologias
Esvazio-me da fé
Da minha arrogância
E principalmente da altivez.
Esvazio-me do mundo
Dos conceitos
Dos preconceitos
E da minha visão obsoleta.
Esvazio-me 
Porque é necessário me esvaziar...
Preciso de purificação
Limpeza – santificação.
Esvazio-me dos sentimentos podres
E dos pensamentos pobres.
Esvazio-me da ganancia
Das rotinas vazias
Dos meus ritos estranhos
E da fidúcia impregnada.
Esvazio-me
Das teses jurídicas
Dos julgamentos inúteis
E da condenação profana.
Esvazio-me da impuridade
Das falsas amizades
Dos amores corriqueiros
E do falso status de dinheiro.
Esvazio-me
Porque quero viver
Me descobrir
E redescobrir o mundo.
Esvazio-me para amar
E permitir ser amado.
Esvazio-me do mal
Para me preencher do bem.
Esvazio-me com sinceridade
Com verdade
E sem ambição.
Esvazio-me porque o ato de esvaziar
Vai encher de um novo.
Esvazio-me da ansiedade,
Da hipocrisia,
Da depressão
E impropriedade desleal.
Esvazio-me do passado,
Da dor acumulada,
Da sede de vingança
E de um presente sem sentido.
Esvazio-me da real
Das gorduras acamadas
E dos ósculos falsos.
Esvazio-me por esvaziar-me...








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...