Visitantes

14 de junho de 2017

A teoria de tudo, ou melhor, do nada.




Não há nenhuma possibilidade seja imaginária ou real em regredir. Aprendi na vida que ”para traz, nem para pegar impulso”. O sentido é único e continuo. De forma metafórica ou autêntica, não existe sequer um ponto no universo que seja de forma estática. Os átomos e a energia que compõe toda a existência estão em prossigo andamento conforme o seu curso.  Se é que me entende, o movimento é continuo. Nem sempre retilíneo. Às vezes crescente, às vezes em declínio – mas sempre em movimento. A historia é assim, como espiral que gira e parece se tornar ao mesmo ponto de partida. Mas não, apenas passa por ele para estabelecer um novo trajeto.

O que isso tem haver? Nada! Mas eu precisava escrever.

Como o ato de pensar e trazer a existência daquilo que não existe. Persisto no contraponto de justificar as teses aplicando o sentido inverso. Ou seja, nada pode ser considerado verdadeiro sem antes não passar no crivo dos questionamentos e das criticas. Aceitar qualquer argumento como válido de primeira é como subestimar a inteligência de uma criança. Já dizia um filosofo do século passado que o ser humano se apoia em muletas para se sustentar, as pessoas se amarram em teorias, fantasias, ilusões e percepções sem pé e sem cabeça para aliviar a sua própria realidade. É como criar um mundo paralelo imaginário, abandonar a realidade para viver na utopia.

Toda ideologia (eu disse toda) é fadada em si mesma. Ou seja, apenas trás respostas momentâneas para uma realidade minimalista. As pessoas se apegam a religião por medo, por avareza, por ganancia e por barganha de uma eternidade imaginária ou inexistente. Outros se apegam na politica, na ciência, na filosofia ou outros fundamentos como válvula de escape da sua própria realidade. Existe um vazio dentro do ser humano, ou melhor, um abismo sem profundidade. O homem tenta de todas as formas preencher e tapar este buraco que é impreenchível. As ideologias são ótimas muletas ou remendos de desculpas.

Mas, voltando ao assunto (...).


O movimento é continuo, o ser humano é vazio e todas as ideologias estão fadadas ao fracasso. 







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...