Visitantes

23 de julho de 2012

O amor em caos.



Mate-me; devora-me; traga-me; consuma-me...
Faça tudo o que for permitido e não permitido,
Perpetre sem culpa o que lhe for por direito.
Beije-me com os beijos de tua boca quente,
Abraça-me com os teus abraços de saudade
E faça-me lembrar de que tudo na vida vale a pena.
Ama-me com teu amor sem postura,
Com toda paixão avassaladora
E incendeia-me com o fogo que arde no teu peito.
Mergulhe no sentimento sem ponderar
E permita a delicia do amor em caos
Descontrolar as razões do coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os textos são autoria de Giliardi Rodrigues. Proibida a reprodução de qualquer texto sem prévia autorização do autor.

Leia mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...